O Yoga e a medicina integrativa

Esse texto é baseado nesse estudo:

A ESPIRITUALIDADE E A MEDICINA INTEGRATIVA NO CONTEXTO DA SAÚDE INTEGRAL DO SER HUMANO
de Flávio da Silva Chaves e Francisco de Assis Souza dos Santos

Link para o texto completo aqui.

Uma perspectiva histórica

Na cultura da medicina chinesa, tibetana e ayurvédica, a manutenção da saúde e o aparecimento da doença dependem da interação mente, corpo e espírito. Hipócrates, no século IV a.C., já possuía uma visão complexa do ser humano, postulando “que a doença era influenciada pelo ambiente, pelo clima, pela dieta e pelo modo de viver”, hipótese que foi descartada no século XVII.

Na ocasião, o desenvolvimento da compreensão dualística corpo e mente foi investigado por instâncias diferentes: mente e alma pela filosofia e a religião; o corpo pela medicina.

Não se acreditava que a mente e a alma interferiam nos processos físicos. No século XIX, esse conceito é questionado pela psicologia e pela psiquiatria. Tal questionamento se dá a partir do conceito de “psicogênese, em que fatores psicológicos afetam o corpo” e da “medicina psicossomática estruturada no século XX”, em que “fatores sociais e psicológicos foram considerados importantes na etiologia e na manutenção de inúmeras doenças”.

Religião, religiosidade e espiritualidade

Por religião veio a entender-se a instituição, a autoridade, a comunidade, os dogmas, os ritos litúrgicos, a ética dos mandamentos, com as correspondentes atitudes de obediência, aceitação, participação coletiva, comportamento moral e culpa.

Por espiritualidade veio a entender-se o indivíduo, a criatividade, a experiência pessoal principalmente afetiva, os grupos de livre escolha, as celebrações espontâneas e a inserção ecológica, com os sentimentos de liberdade, autenticidade, conexão.

Espiritualidade é viver com espírito e, portanto, é uma dimensão constitutiva do ser humano.

A medicina integrativa

A medicina integrativa nasce como um modelo oposto ao modelo biomédico. Enquanto este investe para desenvolver a dimensão diagnóstica e aprofundar a explicação biológica, a medicina alternativa, como era denominada, volta-se para a dimensão da terapêutica, aprofundando-se nos problemas explicados pelas teorias do estilo de vida e ambiental.

A meditação como medicina integrativa

A meditação, desvinculada do pacote religioso, mas igualmente praticada com conotação espiritual, pode atuar como recurso terapêutico.

Pesquisas apontam os efeitos psicofísicos da meditação, como redução da frequência cardíaca, redução do metabolismo, ação sobre o sistema nervoso autônomo, redução dos níveis de cortisol, aldosterona e noradrenalina (substâncias ligadas ao estresse) e aumento dos níveis de outras substâncias, como a serotonina (hormônio ligado ao bem-estar).

Os efeitos psíquicos também se fazem presentes, tais como o relaxamento psíquico, a vivência positiva, a sensação de “paz interna”, sensação de felicidade, impressão de harmonia com o mundo, menor tendência à perda do controle.

As contribuições da meditação para diferentes problemas de saúde, apontando seu uso no tratamento da hipertensão arterial e na dependência de drogas ilícitas. Resultados significativos da meditação em indivíduos com alto risco de problemas coronarianos, diminuição da ansiedade e da depressão, redução da dor crônica, flexibilidade cognitiva e mental em idosos, melhora nos sintomas físicos, emocionais e na vida social.

O Yoga e a meditação

A partir dessas informações posso afirmar que a prática do Yoga que inclui a meditação é uma grande ferramenta nesse processo de medicina integrativa. Pude comprovar essa eficácia tanto em mim mesmo, em familiares e assim como nos alunos os quais tive a oportunidade de ministrar práticas, verificando várias dessas contribuições acima mencionadas.

Medicina integrativa no Brasil

A medicina integrativa foi integrada ao SUS através da PORTARIA Nº 849, DE 27 DE MARÇO DE 2017 do Ministério da Saúde.

Pode ser baixada aqui ou diretamente no site do Ministério da Saúde

Sugestão de leitura complementar

Pode ser encontrado na Amazon

Espero que tenha gostado desse artigo e seja de utilidade para você.

Comece a praticar!

Fernando Salvio